Empire Notícias

Notícia

Se “TOCA” mulher!!!

Ronaldo Correia

Publicidade

Nome do anunciante aqui!

 

Na década de 90 devido a escalada de incidência do câncer de mama no mundo deu-se início a um movimento chamado: OUTUBRO ROSA estimulando a população mundial para um combate ostensivo a esta doença que vinha assolando e devastando vidas de mulheres ao redor do mundo. Esse movimento inicialmente nos EUA trazia e traz consigo a ideia de iluminar de rosa monumentos e prédios públicos, sendo posteriormente adotado por outros países com o intuito de alertar a população para a importância do tema.

O Mausoléu do Soldado Constitucionalista em São Paulo foi o primeiro monumento a ser iluminado em 2002 no Brasil, mais tarde esta iniciativa foi adotada por outras cidades. A partir de 2010 o Instituto Nacional de Câncer José Alencar da Silva (INCA) vem participando ativamente abrindo espaços para debates, seminários sobre o câncer de mama, elaborando campanhas informativas e de prevenção para profissionais da saúde e da população em geral.

Nesse contexto a saúde da mulher vem ganhando projeção devido ao importante papel que esta parcela da população tem desempenhado na sociedade. A mulher ao acumular funções seja na maternidade, no mundo do trabalho, na educação dos filhos essa população tem conquistado o reconhecimento como cidadã, portadora de direitos. E no que concerne a igualdade de direitos entre os gêneros se dá a criação de diversos cuidados à saúde da mulher dentre eles programas de prevenção ao câncer de mama.  

Para a população feminina esta é uma doença inevitavelmente temida devido as diversas consequências temporárias ou permanentes na vida da mulher, uma vez que os tratamentos são agressivos com graves sequelas físicas que afetam a sexualidade, os relacionamentos e sobretudo a autoimagem da mulher além de outras crenças e valores.

A possibilidade de um diagnóstico de câncer de mama traz consigo uma forte carga emocional e simbólica, levando em consideração o estigma da incapacidade, mutilação e morte que paralisa em alguns casos a paciente, inclusive sua família.       

O câncer de mama, quando diagnosticado precocemente, pode ser tratado de forma bastante efetiva com grandes chances de preservação da mama. O diagnóstico tardio, ainda uma realidade no país e diretamente ligado ao acesso de uma grande parcela desta população feminina aos serviços de saúde, falta de informações e conhecimento das mulheres acerca do autoexame, capacitação de profissionais da saúde, ineficiência dos serviços de atenção básica e o encaminhamento de casos suspeitos à atenção especializada.

Para que ocorra a detecção precoce, utilizam-se como métodos de rastreamento da neoplasia mamária o autoexame das mamas realizado pela própria paciente, o exame clínico das mamas (ECM) realizado por profissionais e os exames de imagem, como mamografia e ultrassonografia, na rotina de atenção à saúde da mulher.

Estratégias do Ministério da Saúde para o controle do câncer de mama, que incluem o diagnóstico precoce e o rastreamento, são extremamente relevantes. Além disso, as ações de educação em saúde devem ser consideradas. Elas são da competência da Atenção Básica em Saúde e incluem a avaliação de risco e a conscientização das mulheres sobre sinais e sintomas. O acesso rápido e facilitado, bem como a organização da rede de atenção à saúde são medidas essenciais para o efetivo controle da doença. Eles permitem que a mulher tenha um seguimento adequado e oportuno nos diferentes níveis de atenção para um diagnóstico mais rápido e um tratamento mais eficaz.

O Ministério da Saúde preconiza diferentes periodicidades dos exames de rastreamento conforme as especificidades de cada população-alvo. Mulheres que estejam na faixa etária entre 40 e 49 anos devem realizar ECM anual e, caso esse esteja alterado, mamografia. Pacientes na faixa etária entre 50 e 59 anos realizarão ECM anual e mamografia a cada dois anos. Destaque especial para as mulheres a partir de 35 anos que apresentem risco elevado para câncer de mama, pois se preconiza que elas realizem ECM e mamografia anualmente.

Em conjunto com os métodos de rastreamento, práticas de educação acerca de comportamentos de risco e detecção precoce da doença também são de grande importância para a promoção da saúde individual e coletiva da comunidade. É preciso ampliar o conhecimento da população sobre o assunto, pois o empoderamento da população constitui um elemento transformador do panorama atual do controle do câncer de mama.

Dessa forma, o movimento Outubro Rosa visa chamar a atenção da população a respeito do câncer de mama em mulheres de todo o mundo, de modo que suas ações têm por objetivo comum realizar o diagnóstico precoce no intuito de diminuir a mortalidade em decorrência dessa neoplasia.

Falar do Câncer de mama é também falar da Saúde Emocional desta grande parcela da população brasileira. E porquê? Como dissemos anteriormente receber esse diagnóstico para muitas mulheres passa a ser algo devastador. Uma vez que assim que a noticia é recebida na mente dessa mulher inicia uma visualização de diversos cenários: limitações; mudanças de hábitos, inclusive no vestuário; incertezas e claro a “dor”. Para tanto nesse momento de fragilidade emocional se faz necessário que:

  • Inicie uma busca e um reencontro profundo com a sua autoestima;
  • Busque apoio de outras mulheres;
  • Aceite sua condição de saúde, mas para além disso se mantenha firme no seu tratamento;
  • Mantenha sua rotina (se possível) não se permita deixar de fazer algo por vergonha, medo ou uma limitação “momentânea”;
  • Mantenha sua autoestima elevada: se produza, passe uma maquiagem, não deixe de vestir aquela roupa que você adora;
  • Fale dos seus sentimentos e aflições caso tenha dificuldades para expô-los, escreva-os em uma mensagem de texto ou em um diário;
  • Procure ajuda profissional.

Entendemos ser de EXTREMA importância ter um mês dedicado para a atenção e o combate ao câncer de mama, ao qual nos remete ao “autocuidado” feminino. Entretanto provoco a reflexão da seguinte maneira: O janeiro é rosa? Fevereiro é rosa? Março (principalmente) é rosa? Todos os meses e dias do ano são rosas? Quero dizer que todos os dias devem e merecem ser dedicados à esta população que tanto fez e faz para a história da humanidade. Aquelas pessoas que desde a maternidade vem nos nutrindo de afeto, colo, perfume, beleza, cuidados, ensinamentos e que hoje ocupa um papel de grande destaque na sociedade: VOCÊ MULHER! Viva, austera, empoderada, dona do maior ato de amor e coragem que é a amamentação. Ato que nos alimenta de toque, afeto, emocionalmente, fisicamente e sobretudo de uma singeleza singular existente apenas em você.

Claro! Vocês merecem serem CUIDADAS em todos os sentidos e perspectivas pelos seus cônjuges, filhos, pais e amigos. Mas fundamentalmente por VOCÊS mesmas.

Nesse sentido lhe pergunto:

  1. Qual foi a última vez que foi ao salão para cuidar de suas unhas ou cabelos?
  2. O quanto de tempo você tem dedicado a si própria?
  3. Quando foi a última vez que saiu com uma amiga ou colegas de trabalho?
  4. Quando foi sua última visita ao ginecologista?
  5. Você já fez seu autoexame?
  6. Como anda sua saúde emocional?

 

 

Portanto querida amiga, dedico este artigo a você que tem no mês de Outubro os holofotes “cor de rosa” voltados para sua imagem. E que imagem, heim? Lhes dizendo: Se toca mulher! Porque ainda assim o autoexame é uma forma de diagnóstico e amor próprio.

 

 

 

 

Ronaldo Correia

Professor, Coach, Mentor, Especialista e Analista em sabotadores e Autossabotagem, Inteligência Emocional, Neurociência, Inteligência Positiva e Colunista da Revista Empire Notícias

Email: rlc.correia1974@gmail.com

(34) 99174-3743

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Publicidade

Nome do anunciante aqui!

Veja também

Sonho x Procrastinação
29Out

Sonho x Procrastinação

Modelo do Instagram, Lunna Leblanc revela investimento de R$ 130 mil para estrear no OnlyFans
28Out

Modelo do Instagram, Lunna Leblanc revela investimento de R$ 130 mil para estrear no...

Modelo abriu a conta na plataforma há cerca de dois meses e já vê retorno alto

Cantor italiano, Luke ATME lança novo single
28Out

Cantor italiano, Luke ATME lança novo single "Quiero Más"

Luke revelou que seu sonho é fazer uma parceria com Anitta "Admiro muito"

Conheça Israel Cassol, o influenciador brasileiro em Londres!
23Out

Conheça Israel Cassol, o influenciador brasileiro em Londres!

Que trocou o consumismo de luxo pela preservação do meio ambiente.

MAIS NOTÍCIAS

Publicidade

Parceiro
v
Parceiro
dcd
Parceiro
xc
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )